CAVENDISH RUM CHEGA INSPIRADO NO PIRATA DE ILHABELA

0
5709

O Cavendish Rum, do Alambique Dona Filó, chega ao mercado para conquistar paladares e enaltecer as lendas de tesouros e piratas de Ilhabela

O Alambique Dona Filó, de Ilhabela (SP), acaba de aumentar seu portfólio. Mas não se trata de uma nova cachaça e sim do Cavendish Rum, o primeiro rótulo dessa categoria produzido pela marca.

A ideia de produzir o rum veio do dono do alambique, Joseph Sebroek, que sempre foi fascinado pelas histórias de piratas da ilha, especialmente a do capitão Thomas Cavendish, também chamado de “O Corsário Elegante” pela aristocracia europeia. O pirata inglês foi o terceiro homem a circunavegar o mundo e atracou em Ilhabela em 1586, quando a região estava sob domínio da corte portuguesa. Ele usou Ilhabela como base por cinco anos e de lá, no Natal de 1591, atacou a Vila de Santos e dominou o local até 3 de fevereiro do ano seguinte. Na época, a ilha era rota de traficantes de escravos e de corsários.  

Reza a lenda que Cavendish teria sido morto em um motim, aos 37 anos, mas que teria enterrado todo o seu tesouro milionário na região, um mistério que aviva a imaginação de muitos ilhéus, historiadores e turistas até hoje.

O Cavendish Rum tem notas aromáticas de baunilha, banana, cana de açúcar e especiarias, com 40% de teor alcoólico. O lançamento é uma aposta que também visa a onda do rum no Brasil, que já vem sendo especulada como uma substituta do reinado do gin. Além disso, a escolha do nome da bebida não poderia ser mais apropriada, já que o rum costuma ser sempre associado aos piratas.

“Gosto muito de rum e sempre tive grande apreço pelas lendas de Cavendish. O objetivo foi resgatar essa história de uma forma inusitada, através de uma bebida. Então, além do consumidor apreciar um rum artesanal 100% nacional de qualidade, ele acaba fortalecendo a produção da região e enaltecendo a cultura local”
Joseph Sebroek, proprietário do Alambique Dona Filó

Segundo Joseph, o rum é uma bebida destilada prima-irmã da cachaça. Ambos são feitos da mesma matéria-prima – a cana-de-açúcar –, mas o processo de produção é diferente. A cachaça é produzida com o caldo fresco da cana, a garapa, enquanto o rum é feito com o caldo cozido, chamado de melaço. Os diferentes processos trazem percepções sensoriais distintas ao paladar. Tal como a cachaça, o rum é um ótimo ingrediente para o preparo de diversos drinks, como o clássico Mojito.

O Cavendish é o segundo produto lançada pela Destilaria Dona Filó, alambique criado por Joseph com o objetivo de seguir o legado de seu pai, Etienne Van Sebroeck, quem em 1958, produzia cachaça em uma propriedade da família no litoral de São Paulo.

“Queremos mudar essa percepção de que bebida boa é aquela produzida fora do país, por isso investimos em matéria-prima de qualidade, além da preocupação com o rótulo, em ser uma embalagem sofisticada e com uma ilustração que captura a atenção do consumidor
Joseph Sebroek, proprietário do Alambique Dona Filó

Além de todos esses cuidados, as bebidas do Alambique Dona Filó são produzidas em perfeita harmonia com a natureza. Joseph respeita e segue mínimos detalhes a fim de não agredir o meio ambiente e conta com a melhor assessoria ambiental da região.

A garrafa de 750 ml do Cavendish Rum custa R$ 55 e pode ser adquirida no e-commerce (https://www.apreciador.com/loja/product/run-branco-cavendish-750-ml/) ou em bares da região.

SEM COMENTÁRIOS